movimento_natura.blog

Archive for the ‘natura’ Category

lembra?

Posted on: janeiro 4, 2008

A era da HDTV (do inglês High Definition TV) no Brasil começou em 02 de dezembro de 2007, somente disponível na cidade de São Paulo (bummer!). Eu sei, estou mais de um mês atrasada… mas eu queria experienciar a TV Digital antes de escrever sobre ela, poxa vida!

Agora já tenho instalada em casa, up & running!
Maior definição da imagem e som, verdadeiramente sentidos quando o conteúdo não é somente apresentado com esta tecnologia, mas também produzido através dela, utilizando câmeras HD.

Mas toda a tecnologia hoje em dia, parece trabalhar afim de levar até nós experiências cada vez mais intensas, emocionantes. Então vamos deixar um pouco a tecnologia de lado e falar de emoção: está pronto para assistir um dos primeiros comerciais brasileiros que foram ao ar através da nova era HDTV no Brasil?

Estrelando:

O filme ‘Águas’ para o relançamento da linha Águas de Natura, com trilha sonora na belíssima voz de Gal Costa.

Lembra dos banhos de mangueira no quintal?

Lembra do barulho do balanço?

Lembra do cheiro da chuva?

Lembra dos desenhos nas nuvens?

Lembra da árvore que te viu crescer?

Lembro.

Anúncios

Fui convidada a conduzir um blog para a Natura.
Um convite mais do que especial, pois foi o trabalho que venho fazendo no movimento_natura.blog que despertou o interesse da Natura em me chamar para este projeto. Bom saber que os muitos finais de semana ensolarados que eu passei em frente ao computador valeram a pena, estou muito feliz com tudo isso!

Mas então deixa eu contar:
É um blog oficial voltado para as Consultoras Natura, conduzido por uma Consultora Natura: EU 🙂
A idéia é abrir um espaço genuíno de discussão e troca de informações sobre a linha de produtos anti-sinais Chronos durante a Campanha Natura Chronos 2007, que visa impulsionar a atividade das consultoras para a linha. Por isso, o blog tem vida curta, apenas de agosto à novembro de 2007, tempo de duração da campanha.
No primeiro post, eu explico essa história…
O blog já está quase no fim e acreditem, eu não me perdôo em demorar tanto para contar esta novidade aqui… mas tive que me desdobrar entre dois blogs, a atividade de consultoria e minha carreira na publicidade online… foi corrido…

Mas olha ele aí:

E a vantagem de contar muito depois que tudo começou, é de que já estou tocando o barco e com vários remos! É grande a participação das consultoras, com comentários, dúvidas, sugestões, reclamações, de tudo. O blog é pra valer, envolve um lançamento da linha Chronos considerado “O lançamento da Natura para 2007” – que contarei nos próximos posts para atender aos curiosos – mas digamos que esta é uma experiência piloto para a Natura. A tendência das empresas em adotar blogs como canal de comunicação com seus públicos é grande, e é bem provével que depois dessa experiência piloto a Natura coloque mais blogs em prática, mas até agora isso é apenas especulação minha… Até fiz um depoimento especialmente a respeito no blog do livro “Blog Corporativo”, de Fábio Cipriani, que comprova a remada forte das empresas nesta direção. O problema é o mal uso da ferramenta, mas isso é um outro post…

Tenho mais alguns poucos dias para curtir como blogueira oficial da Campanha Natura Chronos 2007. Então dêem uma passadinha lá enquanto é tempo: www.blogcampanhachronos.natura.net
Salve!

Para pessoal de São Paulo capital, amantes das boas comprinhas de bazar e loucos por Natura:

O Bazar da Primavera 2007 do Clube Paineiras do Morumbia vai estar muito bom como sempre.
Estarei participando mais uma vez com um mega estoque de produtos Natura, precinhos NA CHON! rs
É bem bacana para adiantar algumas comprinhas para o verão que vem aí e sempre nos pega desprevinidos com os gastos excessivos de final de ano né? Então é para aproveitar.

Quem quiser convites para o bazar, só me mandar e-mail que eu eu envio! lusoldi@gmail.com
A entrada é gratuita!

Clube Paineiras do Morumby – Saguão e Salão Nobre
Av. Dr. Alberto Penteado, 605 – Morumbi
Tel: 3779-2000

É curioso como mudanças de profunda representatividade podem ser encaradas de forma tão simplista. Quando os novos sabonetes Natura Ekos foram relançados, logo comuniquei aos meus clientes: houve mudança na fórmula, nas embalagens, no tamanho da unidade e lançamentos de novos sabonetes e kits. Mas essa é a percepção mais superficial das mudanças, os motivos e fatores que as envolvem são bem mais profundos e partiram da eterna preocupação da Natura em preservar o planeta. Meus esforços não são poucos em comunicar isso aos meus clientes. A percepção natural e superficial da mudança é que os sabonetes ficaram mais cheirosos, mais cremosos e hidratantes. Mas será que eles se lembram e se importam dos reias motivos para que os sabonetes tenham mudado? Como consumidores conscientes, deveriam.

A HISTÓRIA
A Linha Natura Ekos, desde o seu lançamento em 2000, tinha a proposta de usar a diversidade brasileira como matéria-prima para seus produtos, comprando ativos como castanha, buriti e andiroba de comunidades locais que passaram a extraí-los de forma sustentável.
Depois, iniciou-se um movimento na empresa para trocar os componetes minerais dos produtos, derivados do petróleo, por substitutos 100% vegetais, chamado pela Natura de “vegetalização”. Assim, em 2003, todos os sabonetes Natura ganharam base vegetal.

OS MOTIVOS PROFUNDOS
A novidade é que agora, TODOS os sabonetes Natura serão produzidos na sua mais nova fábrica: a Unidade Industrial Benevides, em Belém, Pará. O oleína de palma, matéria-prima para a massa base dos sabonetes, que hoje é comprada hoje de uma empresa privada, passa a ser produzida na nova fábrica a partir de 2008. Agricultores da região estão se preparando para serem fornecedores diretos desta matéria-prima renovável e formar uma cadeia de fornecedores para uma produção sem agredir o meio ambiente, além de incentivar a conservação das espécies nativas da região. Estima-se que em 5 anos, 2 mil famílias de pequenos agricultores se beneficiarão do valor comercial da palma.

A fábrica de sabonetes em Benevides é baseada nos três pilares da sustentabilidade:
RESPONSABILIDADE SOCIAL, ECONÔMICA E AMBIENTAL.

OS SABONETES
Muito coloridos e cheirosos, conquistam pelos seus elementos multisensoriais. Cores e cheiros da natureza, sementes esfoliantes e uma espuma deliciosamente cremosa.

Sabonete feito a mãos.
Mãos que colhem.
Mãos que fabricam.
Mãos que usam.
Mãos que, juntas,
constróem uma história

Encontrei um cheiro que não consegui definir direito ainda. Um cheiro confortável, ambarado, mas ao mesmo tempo doce, sem ser enjoativo, com um toque fresco, sei lá… CHEIRO DE CUPUAÇU! Estou tão apaixonada pelo cheiro dos produtos Ekos Cupuaçu que fiquei curiosa e fui pesquisar sobre esta fruta, o que aumentou mais ainda meu encantadamento.


crédito imagens:

flor de cupuaçu – Suz Profeta (Copenhagen, Dinamarca); fruto cupuaçu – Sandra Turbe (Brasil); menino – Next of Kin; polpa cupuaçu – Gilberto Santa Rosa (Rio de Janeiro, Brasil)

Agora novidade mesmo pra mim foi o Cupulate, que possui o mesmo gosto e textura do chololate, mas é feito de cupuaçu ao invés de cacau. Seu parentesco com o cacau é próximo: ambos pertencem ao gênero Theobroma, palavra de origem grega que quer dizer manjar dos deuses (nossa, adorei isso!) e de suas gordurosas amêndoas extrai-se uma pasta semelhante àquela com que se produz o chocolate e a manteiga de cacau.

O cupuaçu também é muito apreciado na composição de produtos cosméticos por suas propriedades emolientes confortáveis para a pele. Depois de retirada a sua polpa, coloca-se as sementes para secar ao sol e delas retira-se um óleo que rapidamente se cristaliza em uma mateiga nutritiva que é a base para os produtos Natura Ekos Cupuaçu.

O melhor de tudo isso é que por todas as qualidades do cupuaçu, sua produção comercial está beneficiando muitas comunidades de cultivo pelo aumento no interesse do mercado internacional em produtos naturais e amazônicos. Um ótimo exemplo é o projeto RECA (Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado) com sede em Nova Califórnia, divisa entre Acre e Rondônia, criado por agricultores sulistas que mudaram-se para a região em busca de novas terras e melhores condições de vida e passaram a cultivar o cupuaçu, a castanha e a pupunha, típicas da região.

Vocês percebem que aí se inicia uma cadeia que pode possuir um equilíbrio perfeito?

A comunidade extrai de maneira sustentável os frutos da terra e se beneficia do seu valor comercial. As empresas compram os ativos e matérias-primas para seus produtos e apóiam projetos em benefício da terra, da comunidade e sustentabilidade. Os consumidores dão preferência a adquirirem produtos de empresas com atitude ecológica e sustentável, o que faz com que o ciclo se feche. É o mundo ideal, não?

Pensem nisso… e assistam a esses dois vídeos maravilhosos, o primeiro, sobre o cupuaçu e o segundo para saber mais detalhes sobre o projeto RECA.


Alguém reparou algo diferente? Das últimas vezes que entrei no portal Natura, encontrei pequenas mudanças. Um link aqui, uma imagem ali e pouco a pouco o portal está mudando 🙂Adoro mudanças. Todas as coisas e seres do nosso conhecido mundo tem natureza mutável, sempre em movimento, por mais sutil que esse movimento seja.

Acho que vem coisa boa por aí… a Natura sempre mudou pra melhor: embalagens, ativos, matérias-primas, fórmulas…

Em homenagem a mudança, um poema de Clarice Lispector que eu adoro, ‘Mude’.
(há controversias sobre a verdadeira autoria do poema, segundo o artigo)

** Depois de alguma polêmica, esclareço que o poema não é de Clarice Lispector e sim de Edson Marques, como ele mesmo diz em seu comentário para este post aqui no blog. Peço desculpas ao verdadeiro autor por ter cometido este equívoco. **

Mude,

mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente, observando com atenção
os lugares por onde
você passa.

Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama…
depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais…
leia outros livros,
Viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores,
novas delícias.

Tente o novo todo dia.
o novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.

Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo,
jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado…
outra marca de sabonete,
outro creme dental…
tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa,
de carteira,
de malas,
troque de carro,
compre novos óculos,
escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.

Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.

Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um outro emprego,uma nova ocupação,
um trabalho mais light,
mais prazeroso,
mais digno,
mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.
Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!

| POR TITA BERTON

O poder da perfumaria acompanha e seduz a humanidade ha séculos. Dos ungüentos preparados pelos egípcios há mais de dois mil anos até a tecnologia usada para a criação de fragrâncias únicas e especiais, muitas histórias se acumularam em torno do perfume. Prepare o seu olfato e descubra algumas curiosidades sobre o líquido que encanta homens e mulheres.
Não se conhece a data definida para o surgimento do perfume, mas sabe-se que desde a Antigüidade o homem usa fragrãncias para perfumar o ambiente, em rituais religiosos e para métodos de cura. Egípcios misturavam sucos tirados de flores e plantas, por exemplo,para fazer insensos e ungüentos. Em Jerusalém arqueólogos descobriram no porão de uma casa, que data do século I a.C., evidências de uma oficina de perfumaria, com fornos, panelas e pilões.
Hoje, um perfumista tem cerca de 4 mil essências, entre naturais e sintéticas, para trabalhar. Algumas são mais usadas em pefumes femininos, como a rosa e a baunilha. Outras, como o alecrim e o limão, são mais freqüentes nos masculinos; e há as que têm uso em produtos variados, que vão desde alimentos até materias de limpeza.

A memória olfativa é poderosa e raramente falha, pois a membrana interna do nariz é o único lugar do corpo humano no qual o sistema nervoso central entra em contato direto com o meio ambiente. Todas as outras informações sensoriais são recebidas primeiramente por meio do tálamo. Mas o olfato é processado pelo lóbulo límbico, a área dos impulsos emocionais e sexuais. Ou seja antes de “sabermos” que estamos em contato com um cheiro já o recebemos e reagimos a ele. Por isso a memória olfativa é tão determinante nas nossas escolhas e atitudes.

ORIGENS
A origem da palavra “perfume” é o latin: per significa através, e fumus quer dizer “fumaça”. Portanto, perfume é sentir através da fumaça ou encher de fumaça. Isso porque, quando o homem descobriu como fazer fogo, os chamados perfumes eram feitos pela queima de arbustos, flores e resinas, que, assim, exalavam intensos aromas.

PRA TODOS OS GOSTOS
O ser humano é capaz de identificar de 2 mil a 4 mil odores diferentes. Entre os mais fáceis de serem reconhecidos estão: o canforado, o almiscarado, o floral e o mentolado.

NÃO SE ESQUEÇA DE MIM


A rainha egípcia Cleópatra ficou conhecida pelas inúmeras conquistas amorosas. Mas não era apenas pela beleza que ela seduzia seus amantes. Cleópatra possui seu próprio ateliê de perfume. Dizia-se que ela esfregava perfume sólido na boca antes de beijar um amante, para que o cheiro o obrigasse a pensar nela depois do encontro.

À PRIMEIRA VISTA
A visão é o primeiro sentido a ser atingido quando vamos comprar um perfume. Você compraria um perfume em um frasco sem graça? Provavelmente não. Por isso os fabricantes se esmeram no desenvolvimento de embalagens, que devem revelar o tipo de fragrância contida no videro: sofisticada, esportiva, masculina, feminina, moderna. Masnão foi sempre assim. Até o início do século passado, os perfumes eram vendidos em frascos de farmácia e trasferidos para vasilhames próprios em casa. Foi só a partir de 1910 que eles começaram a ser comercializados em frascos bonitos e sofisticados.

JARDIM DE AROMAS
Se dermos uma volta por um jardim, provavelmente nos depararemos com espécies de plantas, flores e raízes que já cabaram dentro de um frasco de perfume. As matérias-primas naturais são extraídas de quase todas as partes de uma planta. Da casca da fruta (laranja), da raiz (vetiver), do tronco (sândalo), do córtex (canela), das folhas (tomilho) e da flor (rosa).

O PERCURSOR

Em 1905, diz a lenda, François Coty entrou no mundo das fragrâncias ao deixar cair um vidro de seu perfume no chão de uma refinada loja de departamentos que tinha acabado de recusar o produto. O cheiro se espalhou e os clientes correrarm para comprar o seu estoque. É dele a idéia de permitir que os clientes experimentem os perfumes antes de comprá-los. Ele foi o primeiro perfumista a misturar fragrâncias sintéticas às naturais, o que fez do perfume, antes luxo para poucos, acessível a todos.


OS FAVORITOS DO BRASIL
Os perfumes de maior sucesso no Brasil são os de combinação de flores. Eles estão divididos em:

  • verde > fragrância com notas de sáida verdes;
  • frutal > fragrãncias com acordes frutais de fácil identificação;
  • fresco > fragrâncias com notas de saída mais refrescantes, com uma combinação de notas conhecida como “buquet de flores brancas”;
  • floral > fragrãncias que mescla notas tipicamente florais;
  • gustativo > fragrãncia mais quente e intensa;

SABEDORIA

Nas décadas de 1950, 1960 e 1970, a escritora ucraniana naturalizada brasileira, Clarice Lispector, assinou colunas femininas em diversos jornais. Nelas, ensinava a leitora a se cuidar, dava dicas de moda e “aulinhas de sedução”. Dessa seção, vários textos falam de perfume. Em 1960, ela escreveu:

“Quantidade? Você não é um frasco, é uma pessoa. Você é um anúncio de perfume? Você é apenas perfumada. Não deixe seu perfume entrar numa sala muito antes de você mesma. O perfume deve envolvê-la, não precedê-la.” (Clarice Lispector, em Correio Feminino, editora Rocco).

PRAZO DE VALIDADE
Além de ficar atento ao prazo de validade do seu perfume, é preciso tomar certos cuidados para que ele nunca estrague. Os frascos jamais devem tomar sol ou ficar em locais com muita umidade e temperaturas altas. O ideal é guardá-los em lugar escuro e fresco, como o guarda-roupa. Evite deixá-los no armário do banheiro, pois o vapor e luz não combinam com perfume.

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­Matéria publicada na Revista Natura ciclo 08/2007
A Revista Natura é uma publicação Natura Cosméticos S.A., editada e produzida pela Trip Editora e Propaganda S.A., dirigida às Consultoras, Consultores, consumidores e demais públicos de relacionamento da Natura.


este blog está abandonado por conta do intenso trabalho em meus outros blogs:

www.blogconsultoria.natura.net

www.eupossocuidardemim.com.br


blog stats

  • 330,635 acessos

aqui, acolá

RSS feed dos posts meu Technorati profile del.icio.us bookmarks
View Luciana Soldi Bullara's profile on LinkedIn

movimentos…

Add to Technorati Favorites Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

del.icio.us

na gaveta

flickr photos


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« dez    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031