movimento_natura.blog

mudanças no portal Natura

Posted on: julho 15, 2007

Alguém reparou algo diferente? Das últimas vezes que entrei no portal Natura, encontrei pequenas mudanças. Um link aqui, uma imagem ali e pouco a pouco o portal está mudando 🙂Adoro mudanças. Todas as coisas e seres do nosso conhecido mundo tem natureza mutável, sempre em movimento, por mais sutil que esse movimento seja.

Acho que vem coisa boa por aí… a Natura sempre mudou pra melhor: embalagens, ativos, matérias-primas, fórmulas…

Em homenagem a mudança, um poema de Clarice Lispector que eu adoro, ‘Mude’.
(há controversias sobre a verdadeira autoria do poema, segundo o artigo)

** Depois de alguma polêmica, esclareço que o poema não é de Clarice Lispector e sim de Edson Marques, como ele mesmo diz em seu comentário para este post aqui no blog. Peço desculpas ao verdadeiro autor por ter cometido este equívoco. **

Mude,

mas comece devagar,
porque a direção é mais importante
que a velocidade.

Sente-se em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair,
procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho,
ande por outras ruas,
calmamente, observando com atenção
os lugares por onde
você passa.

Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.

Tire uma tarde inteira
para passear livremente na praia,
ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas
e portas com a mão esquerda.

Durma no outro lado da cama…
depois, procure dormir em outras camas.

Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais…
leia outros livros,
Viva outros romances.

Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.

Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos,
escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores,
novas delícias.

Tente o novo todo dia.
o novo lado,
o novo método,
o novo sabor,
o novo jeito,
o novo prazer,
o novo amor.
a nova vida.

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.

Almoce em outros locais,
vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo,
jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado…
outra marca de sabonete,
outro creme dental…
tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito,
cada vez mais,
de modos diferentes.

Troque de bolsa,
de carteira,
de malas,
troque de carro,
compre novos óculos,
escreva outras poesias.

Jogue os velhos relógios,
quebre delicadamente
esses horrorosos despertadores.

Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas,
outros cabeleireiros,
outros teatros,
visite novos museus.

Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um outro emprego,uma nova ocupação,
um trabalho mais light,
mais prazeroso,
mais digno,
mais humano.

Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.

Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.

Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento,
o dinamismo,
a energia.
Só o que está morto não muda !

Repito por pura alegria de viver:
a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!

Anúncios

8 Respostas to "mudanças no portal Natura"

Agradeço por você ter dito que “adora” o poema MUDE.

Mas, já não há controvérsia sobre a autoria. A matéria que você sugere é de 2004. O Judiciário do Brasil e Biblioteca Nacional já se pronunciaram: o autor é Edson Marques.

Espero que você mantenha sua opinião sobre tal poema. É honroso para mim.

Detalhes podem ser vistos em http://desafiat.weblogger.com.br

Abraços, flores, estrelas.

Nota:

O texto original vai até “Só o que está morto não muda”.
As duas linhas finais, citadas por você, não pertencem ao poema.

.

Todas essas pequenas mudanças no nosso cotidiano têm um enorme poder de mudar o noso karma. Apesar de muita gente achar que karma é algo ruim que temos que “pagar”, na verdade karma é apenas uma lei universal de ação e reação. Cada pequena mudança é uma reconstrução do nosso futuro.

Eu adoro mudar. Sempre que posso, mudo alguma coisa, por mínima que seja, tomando o cuidado, é claro, de não cair para o lado da inconstância,

Que honra! Um poeta de tal estirpe comentando no meu blog!
Que ótimo que essa controvérsia se resolveu… e que bom que a verdadeira autoria do poema chegou até meu conhecimento… PARABÉNS Edson, mais do que merecido. O poema é realmente tocante 🙂

O que eu mudei esta semana: resolvi mudar algumas coisas de lugar e para isso fiz uma limpeza em armários e gavetas. Ainda aproveitei e separei agasalhos que eu já não uso mais para doar à Campanha do Agasalho. Vocês já fizeram suas doações este ano?

Seus insights valeram os dois dias de palestra. E é claro, seu maravilhoso sorriso também. Bjs!

A \”Clarisse\” deve estar se revirando no túmulo… Custa dar uma olhadinha no Google, antes de sair escrevendo? Se vai se meter a falar sobre algo que não conhece, pelo menos se informe!

E o POETA é tocante? Onde ele te tocou? Não seria o POEMA?

É cada uma…

Fabão
Penha/SP

Pois é Fabão, eu dei uma olhadinha no Google e achei uma matéria antiga e cometi este equ[ivoco. Que bom que o autor do poema me deu o prazer de esclarecer o caso no próprio post. Na verdade precisava ter dado uma olhadona no Google, mas eu tentei me informar sim… o correto seria “o POEMA é tocante…” você está correto, e eu escrevi errado.
Sabe, às vezes as pessoas erram. Às vezes nos falta tempo pra fazer as coisas com perfeição… NEM SEMPRE conseguimos agradar a todo mundo. O importante é tentarmos, pois no fim, o que vale é a intensão.
Pense no meu caso, poderia não ter aprovado o seu comentário, mas eu não tenho vergonha de errar, pelo contrário, aprendo muito assim… agora falta de educação e sutileza realmente é imperdoável 🙂

Obrigada pela visita!

Obrigada por me divertir tanto… Plagiando: “eu não concordo nem discordo, muito pelo contrário”…nem com Lu nem com o Fabão… Mas que a sutiliza é muito mais divertida que a agressão frontal…. aaah… Isso é! Fabão… Pede prá sair!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

este blog está abandonado por conta do intenso trabalho em meus outros blogs:

www.blogconsultoria.natura.net

www.eupossocuidardemim.com.br


blog stats

  • 330,423 acessos

aqui, acolá

RSS feed dos posts meu Technorati profile del.icio.us bookmarks
View Luciana Soldi Bullara's profile on LinkedIn

movimentos…

Add to Technorati Favorites Adicionar aos Favoritos BlogBlogs

del.icio.us

na gaveta

flickr photos


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
julho 2007
S T Q Q S S D
« jun   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
%d blogueiros gostam disto: